terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Waldir Pires Senador da República em 2010

Cada dia que passa se engrossa o coro "Waldir Pires Senador da República em 2010". Ontem na Rádio Metropole, em seu comentário semanal, Joacyr Goés, tucano, disse e deixou gravado que mesmo sendo do PSDB e tendo todas as divergências do mundo com o Partido dos Trabalhadores votará em 2010 Waldir Senador. Ele e toda a família. Joacyr é mais um que engrossa o coro.

No sábado, em Camaçari, no encontro do diretório estadual do PT com as presenças do próprio Waldir, além do governador Jacques Wagner, prefeito Luis Carlos Caetano, presidente estadual do PT Jonas Paulo e o presidnete nacional eleito José Eduardo Dutra, todos viram a militância clamar (já publicado em blogs, a exemplo do Política Livre de Raul Monteiro) por Waldir Senador.

Agora foi a vez dos delegados/as (cerca de 3000) do encontro dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) engrossarem o coro. O MST quer Waldir Senador em 2010.

Eu (que sou o primeiro do coro) já escrevi que a Bahia deve a Waldir a devolução desse mandato que lhe fora roubado quando disputou com o ilustre desconhecido Waldeck Ornellas. O PT não pode perder a chance de fazer um senador nas eleições de 2010, eleições que fará a primeira mulher Presidenta do Brasil - Dilma Rousseff, Ministra da Casa Civil - numa disputa nitida entre o avanço do trabalho do governo LULA e o retrocesso das privatizações e neoliberalismo do tucanato e do demonioscrata. Sei bem da questão das alianças, sei bem de Otto (PP), Lídice (PSB), a esperança (de reconstruir a base de apoio de LULA na Bahia) de ainda ter Geddel (PMDB), sei de Cesar Borges (PR), mas não podemos deixar de ter um senador da grandeza de Waldir comparada exclusivamente a grandeza da BAHIA.

Avante, Waldir Pires Senador da República em 2010.

Law Araújo
Secretário de Relações Institucionais do Coletivo 2 de Julho - Corrente Interna do PT/ Bahia.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O galho da Arruda: Mensaleiro e nem adianta negar, nem com arruda e sal grosso

José Roberto Arruda em cerimonia do DEMOcratas, seu partido.

O governador do Distrito Federal, filiado do DEMOcratas, José Roberto Arruda, aquele do excândalo do painel eletronico em conjunto com os ex-senadores ACM (Faraó) e Luiz Estevão. Agora depois de ser reconduzido ao poder pelo povo do DF aparece envolvido em mensalão (que alguns na mídia chamam de "mensalinho") com gravações que comprovam tudo.
folhas de arruda. Arruda nele (Arruda, José)
O presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA do PT, sempre diz que todos são inocentes até que se prove o contrário, mas no caso ARRUDA (José Roberto), nem com arruda e sal grosso pode-se imaginar inocência por parte desse senhor, governador do DEMO. Arruda foi filmado pessoalmente recebendo dinheiro e gravado em várias conversas ao telefone. Vários envolvidos, deputados/as e secretários também e o vice governador. Um dos criminosos gravou e entregou com a condição de redução de pena e a OAB do DF chegou a dizer (voltou atrás agora) que ainda não tinham provas contra Arruda, ora, arruda e sal grosso na OAB também.

As mil faces de José Roberto Arruda, governador mensaleiro do DEMOcratas.
Hoje dia 2 de dezembro, esse homem de mil faces viu os movimentos sociais puxados pelo Partido dos Trabalhadores (PT/DF), partido que continua ao lado do povo e organizando e mobilizando os movimentos sociais, entrar na câmara distrital para protestar. Evangélicos pedem junto com Psol e OAB o impeachment de José Roberto Arruda que tem maioria na Câmara do DF. Arruda viu ainda sua base no secretariado se desmoronar e seu partido diz (não sei, não estava lá) querer sua expulsão, ao menos foi assim que se posicionou o corregedor da Câmara dos Deputados, no Congresso Nacional, ACM Neto (DEMO/BA).
Com muita arruda e sal grosso, esperamos a queda de Arruda, o homem de mil faces, o mensaleiro do DEMO/PSDB.


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Fotos do COREL 2009 - parte II

Law Araújo - Secretário Nacional de Combate ao Racismo da Executiva Nacional de Estudantes de Letras - ExNEL e Airles Fragoso (Pernambuco) Secretário Regional de Finanças ExNEL Nordeste, ambos gestão 2009/2010. aproveitando para passear em Fortaleza após o encerramento do COREL 2009.
Entrada do Centro Acadêmico de Letras Patativa do Assaré da Universidade Federal do Ceará, Instituto de Letras da UFC - Fortaleza/Ceará 2009.

Law debatendo no segundo dia de COREL em Fortaleza - Ceará.


Debate entre Maranhão, Ceará e Paraíba.



Fotos do COREL 2009 - Conselho Regional de Entidades de Letras

Law Araújo, Secretário Nacional de Combate ao Racismo - Executiva Nacional de Estudantes de Letras - ExNEL, Gestão 2009/2010.
No Ceará, Universidade Federal do Ceará (UFC) em Fortaleza, durante o Conselho Regional de Entidades de Letras - COREL 2009.

Primeiro dia de COREL - Law debatendo.


Sem tempo para pausa no almoço e logo depois de desembarcar no Aeroporto de Fortaleza, Law almoça durante abertura dos debates e trabalhos do COREL.




A galera do Ceará, Paraíba e Maranhão atenta ao debate.
Ah, esse celular é do Anderson da Bahia.



quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Artistas e Jornalistas que estavam na inauguração do Recnov da Record

Ana Paula Padrão comandou a festa e cerimônia de inauguração do Recnov da Rede Record de televisão no Rio.
Cristina Pereira esteve no lançamento do Recnov e foi lembrada e homenageada pelo Presidente LULA.


Castrinho, ator, também esteve na inauguração do Recnov e abraçou o Presidente LULA.


O ator Marcelo Serrado dividiu a tribuna com a jornalista e apresentadora do "Jornal da Record" Ana Paula Padrão.


Veja quem esteve na inauguração do Recnov da Rede Record de Televisão

Ministra Chefe da Casa Civil, Dilma (pré-candidata do PT a sucessão de Lula em 2010) esteve na inauguração do Recnov da Record, e contracenou com o governador Sérgio Cabral do RJ, onde dialogaram filmados pelo Presidente LULA sobre o PAC.
Secretária de Direitos Humanos do Rio de Janeiro, Benedita da Silva também esteve na inauguração do Recnov da Record.



O prefeito Eduardo Paes discursou na inauguração do Recnov da Record.



Também discursou na inauguração do Recnov o governador fluminense Sérgio Cabral.



Rede Record inaugura novos estúdios de novelas no RJ com as presenças de LULA e DILMA

A Record inaugurou mais dois estúdios no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (28) e a cerimônia contou com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, do governador do Estado, Sérgio Cabral, e do prefeito da cidade, Eduardo Paes.
Com a ampliação, o complexo RecNov (Record Novelas) alcança a marca de dez estúdios. A nova área possui 12 mil metros quadrados, e reúne os estúdios I e J, além do prédio do acervo de cenografia. A obra, iniciada em março deste ano, gerou mais de 500 empregos diretos. Informações: www.r7.com .
Presidente LULA discursa na inauguração (vale lembrar que ele (LULA) inaugurou a Record News ao lado do Bispo Macedo.
http://videos.r7.com/confira-o-discurso-do-presidente-lula-na-cerimonia-de-inauguracao-dos-novos-estudios-do-recnov/idmedia/f5ffb64f4c24936e6ebdf5e4622b02e4.html


A Rede Record caminha em busca da liderança. Buscando ser a primeira ela investe, contrata novos e mais profissionais para que a qualidade chegue em nossas casas e que assim, possa assumir a liderança no Brasil.
Parabéns a Record, a sua direção, aos artistas da Record e a esse Recnov.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Deputado Luiz Alberto estava em almoço que propôs Waldir candidato ao Senado

O deputado federal Luiz Alberto dos Santos, único negro da bancada petista federal, ex-secertário de promoção da igualdade do governo Wagner, também esteve no almoço junto comoutros deputados federais do PT baiano onde parabenizaram o ex-governador Waldir Pires pela passagem de seu aniversário e de onde saiu a pré-indicação do nome de Dr. Waldir a disputa na vaga de Senador na chapa encabeçada pelo governador Wagner, candidato a reeleição.
O deputado Luiz Alberto que é membro e fundador do Coletivo 2 de Julho - corrente interna do Partido dos Trabalhadores da Bahia, também fez coro ao nome do ex-governador e ex-ministro como sendo de consenso para unificar o PT e as bases e ser eleito Senador da República.

Waldir Pires Senador da República 2010

A política da Bahia e brasileira, não pára de comentar a boa e agradável notícia saída do almoço entre deputados federais petistas: Luiz Alberto - Coletivo 2 de Julho, Zezéu Ribeiro, Geraldo Simões, Emiliano José e Joseph Bandeira - todos da Construindo Um Novo Brasil, antiga Articulação Unidade na Luta e o ex-governador e ex-ministro da Controladoria Geral da União e da Defesa, Dr. Waldir Pires.
Do almoço, a maioria da Bancada Federal do Partido dos Trabalhadores da Bahia, apresentaram que o nome de Waldir é um nome de consenso e que agrega esse grupo e pode representar a Bahia no Senado Federal na disputa das eleições de 2010, elegendo-se na chapa encabeçada pelo Governador e candidato a reeleição Jacques Wagner.
Todos sabem que Waldir foi roubado em seu mandato quando disputou com o "ilustre desconhecido" Waldeck Ornellas. A candidatura de Waldir, é como disse Chico Buarque de Hollanda em sua canção "é a volta do cipó de arueira no lombo de quem mandou dá". Waldir representa uma coerência política e trajetória impar. Waldir é nome de peso para enfrentar quem quer que venha do outro lado, João Henrique (PMDB), José Aleluia ou Zé Ronaldo (DEM), Imbassahy (PSDB) ou quem mais possa aparecer e é sem dúvidas, Waldir, o nome que mais honra a Bahia e que melhor a representará no Senado Federal onde fomos envergonhados, com um certo cidadão que "estuprou" o painel eletrônico do Senado e ainda pregava inocência.
Estou com Dr. Waldir Pires porque confio nesse homem e em sua história que é um exemplo para a juventude baiana, para a juventude da esquerda da Bahia, do Nordeste e do Brasil e América Latina. Que venha essa chapa, queremos dois "W's". Queremos Wagner e Waldir.
PELA CANDIDATURA PRÓPRIA DO PT AO SENADO FEDERAL EM 2010 NA VAGA DO ESTADO DA BAHIA - DR. WALDIR PIRES SENADOR DA REPÚBLICA.


BIOGRAFIA DE WALDIR PIRES:

Francisco Waldir Pires de Souza, nascido em Acajutiba - Bahia, em 21 de outubro de 1926. Filho de ex-seminarista coletor de impostos, passou a infância em Amargosa. Cursou o ginasial em Nazaré. Mudou-se para Salvador e ingressou na Faculdade de Direito. Foi orador de sua turma, cuja solenidade marcou a inauguração do Fórum Ruy Barbosa no ano do seu centenário.
Aos 24 anos foi Secretário de Estado do governo Régis Pacheco. Em 1954 foi eleito deputado estadual e federal em 1958, quando foi escolhido vice-líder do governo Juscelino Kubitschek.
Foi candidato ao Governo da Bahia em 1962. Foi derrotado na disputa ao Senado em 1982 disputando contra Luis Viana Filho (PDS). Em 1985 - ano da redemocratização - é nomeado Ministro da Previdência do Governo Tancredo Neves. Em 1986 é eleito Governador da Bahia com apoio do governador João Durval, toma posse em 15 de março de 1987. Em 1989 dispita a Convenção do PMDB à vaga de vice na chapa encabeçada por Ulisses Guimarães. Em 14 de maio de 1989 deixa o governo da Bahia e passa o cargo ao vice, Nilo Coelho. Em 1990 no PDT é eleito deputado federal. Ainda em 1990 troca o PDT pelo PSDB, disputa e "perde" para Waldeck Ornellas a vaga ao Senado, a eleição acaba com pedido de recontagem e suspeitas de fraudes.
Em 1998 é eleito deputado federal com um expressiva votação e troca o PSDB pelo PT. No ano de 2002 candidata-se ao Senado num achapa que tem o comunista Haroldo Lima também candidato ao Senado e Jacques Wagner ao Governo pela primeira vez. Em 2002 o Presidente Luiz Inácio LULA da Silva é eleito e convida Waldir Pires para ser Ministro da Controladoria Geral da União. Cargo desempenhado com honradez e grandeza e competência que poucos homens públicos têm. Toma posse em 2003. Em 31 de março de 2006 toma posse como Ministro da Defesa subistituindo o vice Presidente José Alencar e fica no cargo até 2007. Volta a Bahia aclamado pela esquerda baiana de todas as correntes do PT e de todos os partidos da esquerda brasileira.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

sábado, 12 de setembro de 2009

Eleições para Reitor e Vice na UCSal

Law Araújo, Coordenador Geral C.A Letras Professor Petrônio Oliveira e Secretário Nacional de Combate ao Racismo - ExNEL e Professor José Carlos Almeida, Reitor da UCSal e Luciana Carneiro - C.A Letras.

A Universidade Católica do Salvador, UCSal, dia 22 de Setembro elegerá democrática e paritariamente o novo Reitor e Vice da mesma para o período 2009/2013.

A oposição, diferente do que falava há um tempo, não inscreveu ninguém. Tanto desejo de mudar e nenhum nome a apresentar? Estranho! Muito estranho.

O Movimento Estudantil em sua maioria e significativa representação, apoia o nome do Professor José Carlos Almeida e da Professora Liliana Mercuri como sua Vice para mais quatro anos de mandato.

O professor José Carlos é acusado de perpetuar-se no poder. A verdade é que quando disputaram não conseguiram eleger ninguém e agora, nem um nome apresentaram. Estou com o Professor José Carlos tal qual a maioria do Movimento Estudantil porque ele tem projeto para essa Universidade, poder de liderança, visão empreendedora e humana. Estou com o Professor e dia 22 eu voto José Carlos e Liliana porque sei que com eles a UCSal avançará. Com eles a UCSal anda.

Sim, são 24 anos de poder. Mas são 24 anos de acertos e correções de alguns erros e são 24 anos que dão certo. Se a oposição apresentasse nome e vencesse, fariam do número 24 seu símbolo, porque em 24 horas fechariam a Universidade.

Por isso, conclamo a todos e todas os/as acadêmicos/as de Letras e demais cursos a votarem em José Carlos Almeida e Liliana Mercuri. Dia 22 de Setembro vamos às urnas, vamos votar. Pelo bem da UCSal, pelo bem do nosso curso. PoiZé! Eu voto.

Atuação do Mandato LUIZ ALBERTO

O deputado Luiz Alberto participou da votação que aprovou o Estatuto da igualdade Racial, como o mesmo disse não era o que o povo negro ansiava mas foi o que se pode fazer para garantir já em um papel direitos comuns e negados ao longo do tempo e da história.

Há ainda a luta do parlamentar quanto a defesa da Petrobrás e do Pré-Sal. O governador da Bahia Jacques Wagner entrou na briga para receber benefícios do Pré-Sal, evitando assim, que apenas os Estados já ricos, continuem a lucrar e esse benefício possa ser espalhado no Nordeste brasileiro em especial na Bahia que conta com a representação de Luiz Alberto em Brasília defendendo os interesses baianos, do povo negro e da classe petroleira.

Nelsinho Piquet

Acusações envolvendo o piloto tem sido destaque na mídia brasileira e internacional. Acusado (e agora confesso) Nelsinho Piquet teria de fato acidentado-se para pribilegiar Fernando Alonso, parceiro de escuderia.
Jovem, talentoso e mesmo tendo nascido fora, naturalizadissimo brasileiro, é uma pena vê-lo envolvido em um excândalo desses, mas há de se reconhecer que não é o primeiro (e creio que não será o último, infelizmente) a estar envolvido numa coisa dessa.


Biografia:
Nelson Ângelo Tamsma Piquet Souto Maior[1] ou Nelson Piquet Jr. e mais conhecido como Nelsinho Piquet, (Heidelberg, 25 de Julho de 1985) é um automobilista alemão naturalizado brasileiro.[2] Nasceu na Alemanha mas se mudou para o Brasil ainda criança sendo criado em Brasília. É filho do tricampeão brasileiro de Fórmula 1 Nelson Piquet.
Nelsinho é filho de Nelson Piquet com a modelo neerlandesa Sylvia Tamsma.[3] Começou sua carreira no kart em 1993, aos oito anos de idade, quando foi morar no Brasil. Permaneceu nesta categoria até 2000. Em 2002 se sagrou campeão da Fórmula 3 Sul-americana. Depois de uma temporada arrasadora na Fórmula 3 britânica, onde se sagrou campeão no seu segundo ano de disputa, Nelsinho, se transferiu para a GP2. Lá não obteve o mesmo sucesso na sua primeira temporada, contando com um equipamento mediano e prejudicado pelas desavenças entre a Piquet Sports (organização de seu pai, criada exclusivamente para ajudar em sua ascensão à Fórmula 1) e a Hitech, as duas companhias que dividiam a equipe Hitech Piquet Sports.
Em
2006, pela equipe Piquet Sports, que assumiu o controle total da equipe, na GP2, e teve como maior adversário o inglês Lewis Hamilton, piloto que dominou a Fórmula 3 européia e que se tornou o campeão, Nelsinho garantiu a segunda posição. Já treinou em algumas oportunidades com equipes de Fórmula 1, a Williams e a extinta BAR. Também participou da competição automobilística A1GP, uma competição entre nações, que foi disputada pela primeira vez entre a final de 2005 e início de 2006.
Em
2007 foi um dos pilotos de testes da Renault, ao lado de outro piloto brasileiro, Ricardo Zonta. Foi anunciado para 2008 como piloto titular ao lado de Fernando Alonso, pela equipe Renault. Ainda em 2008, também pela equipe francesa, conseguiu seu primeiro pódio, ao chegar na segunda colocação no Grande Prêmio da Alemanha, disputado no dia 20 de Julho de 2008.
Em
3 de agosto de 2009, devido aos seus maus resultados obtidos na temporada, acabou sendo dispensado pela Renault.[4]
No dia 10 de setembro de 2009 o piloto assumiu, mediante a FIA que provocou o acidente durante o GP de Cingapura em 2008 para beneficiar a equipe Renault. Tal fato, considerado um escândalo, pode determinar o encerramento definitivo da breve carreira do piloto na F1.[5]

NILMAR é SELEÇÃO: Bom problema

Nilmar brilhou no jogo Brasil X Chile. Em casa eu dizia se Nilmar não marcar, ninguém mais marca. E ele marcou e marcou bem. Dos quatro gols do Brasil, três fora dele. Nilmar mais uma vez mostrou que é jogador de Seleção.

Um bom problema para o técnico Dunga, porque com a volta de Robinho e Kaká agora ele tem que arrumar um jeito de conservar os dois ídolos mas garantindo o espaço mais que merecido de NILMAR.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Bispo Edir Macedo

Mais uma vez a Igreja Universal do Reino de Deus e o seu líder e fundador, Bispo Edir Macedo são perseguidos pela Rede Globo de Televisão, jornal Folha de São Paulo e outros meios de comunicação em especial da família Marinho (jornal e sites).
Denúncias velhas, já arquivadas e sem cabimento. Denuncias que não só ofendem ao Bispo e sua família mas a todos que são membros da IURD pois, os tais veículos de comunicação acusam o Bispo de roubar, enganar e lavar o cerebro dos fiéis da Universal.
Médicos, Advogados, Empresários, Cantoras, Artistas, Políticos, Aposentados, são vários os tipos de pessoas que frequentam a IURD e será que são todos burros como quer insinuar a TV Globo? Essas pessoas doam voluntariamente. E só contuinuam dando porque recebem de DEUS o retorno, senão continuariam?
Ontem à noite (domingo, dia 16 de agosto) a Rede Record de Televisão mostrou uma entrevista exclusiva feita pela repórter Adriana Araújo (correspondente da Record nos EUA) com o Bispo Macedo. Ele respondeu os ataques, criticou a Globo e disse que vai tornar a Record na primeira colocada em audiência e que levará a IURD aos países onde ainda não conseguiu chegar e citou oa países mulçumanos.
Durante o programa "Repórter Record" foram feitas denuncias contra a Globo e revelada histórias sobre o promotor que acusa o Bispo Edir. Resta agora a Justiça investigar.
Por parte do Bispo, tudo normal, ele continua a pregar e agora quer fazer mais ainda. Como ele memso disse na entrevista, a Igreja cresce quando ocorrem essas perseguições. A IURD se renova. Isso tem que acontecer, é biblico. Pena dos que não entendem.

DEUS abençoe a Universal, os Pastores, os Obreiros, as Obreiras, as Esposas de Pastores e de Bispos, os Bispos, a Bancada Evangélica da IURD no parlamento brasileiro e ao Bispo Edir Macedo e dona Ester e família.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

PT 30 Anos

Foi dada a largada para a comemoração dos 30 anos do maior Partido da Esquerda Latino-americana: Partido dos Trabalhadores, o PT.

O PT completa 30 anos em 2010 contando com a força e o trabalho de muitos. Agora você tem a oportunidade de contar para todo mundo como foi que isso aconteceu no seu bairro, sua cidade, seu estado e na sua vida.
Escreva contos, causos e crônicas, grave músicas ou vídeos com o tema Memória Petista e participe. Os melhores trabalhos serão publicados e divulgados pelo PT. Não perca esta oportunidade de mostrar para todo mundo que você é a estrela.


O Partido dos Trabalhadores, através das Secretarias Nacionais de Comunicação e Cultura e da Fundação Perseu Abramo, convida a todos/as petistas a participarem da seleção nas seguintes áreas:
Literatura - Contos, Causos e Crônicas
Música
Audiovisual - Curta metragem
A seleção tem por objetivo recolher entre militantes do PT obras que tratem da memória e da experiência destes 30 anos de trajetória.
REGULAMENTO
Das disposições preliminares
1.1 Podem participar qualquer filiado ao PT, desde que em dia com suas obrigações partidárias.
1.2 É vedada a participação de membros das comissões julgadoras e dirigentes da Fundação Perseu Abramo.
1.3 Fica facultada a inscrição em mais de um segmento.
1.4 Simpatizantes do PT não filiados podem participar desde que indicados por um filiado, obedecidos os critérios supracitados.
O tema da seleção é Memória Petista, devendo o mesmo estar caracterizado nos trabalhos enviados.
A inscrição deverá ser realizada em formulário próprio impresso, que estará disponível no Portal do PT (
www.pt.org.br) a partir de 3 de junho, e remetido via carta registrada ou sedex para:
Secretaria Nacional de Cultura do PT
Rua Silveira Martins, 132 - São Paulo - SP
CEP 01019-000
A/C Roseli Oliveira
Ref: Edital Outras Memórias – Especificando a área: LITERATURA / MÚSICA / CURTA
Da Inscrição
4.1 As inscrições devem ser postadas de 03 de junho a 08 de setembro de 2009.
4.2 As obras deverão ter suas autorias representadas através de pseudônimos.
4.3 Para cada ficha de inscrição e pseudônimo será aceita uma única obra, podendo o filiado/indicado inscrever quantas obras forem do seu interesse.
4.4 As inscrições serão validadas mediante o preenchimento da ficha com todos os dados solicitados e assinatura.
4.5 Deverão ser enviadas tantas fichas de inscrição quanto o número de autores/as envolvidos/as.
4.6 A ficha de inscrição deverá ser enviada em envelope separado da obra, estando ambos envelopes externos e internos identificados apenas com o pseudônimo do/a autor/a.
Sobre o concurso de Literatura – Contos, Causos e Crônicas
5.1 Os trabalhos deverão ter até 5 (cinco) páginas de extensão em papel A4 com fonte Arial 12 (doze), espaçamento 1,5 (um e meio).
5.2 Junto à ficha de inscrição deverão constar 4 (quatro) cópias da obra em mídia digital (CD ou DVD) e 4 (quatro) impressões.
Sobre o concurso de Músicas
6.1 As obras deverão ser enviadas no formato MP3 ou WAV.
6.2 Junto à ficha de inscrição deverão constar 2 (duas) cópias da obra em mídia digital (CD ou DVD) e 2 (uma) impressões.
6.3 A ficha técnica deve ser enviada junto ao envelope da ficha de inscrição.
Sobre o concurso de Audiovisual – Curta metragem
7.1 Os curtas devem estar em formato DVD e ter de 5 (cinco) minutos a 10 (dez) minutos de duração, devendo ser enviadas duas (2) cópias.
7.2 Junto ao envelope da obra devem ser enviadas duas cópias da Sinopse do Curta.
7.3 A ficha técnica deve ser enviada junto ao envelope da ficha de inscrição.
Do Julgamento
8.1 As obras serão julgadas por Comissão escolhida pela Coordenação, atendendo as especificidades da cada segmento.
8.2 A comissão julgadora escolherá entre as obras enviadas até 30 (trinta) contos, causos ou crônicas, até 20 músicas e até 20 curtas metragens.
8.2.1 A lista com os resultados será divulgada no portal do PT até 30 de janeiro de 2010.
Da Premiação
9.1 Os autores das obras selecionadas terão seus trabalhos publicados pelo PT através da Fundação Perseu Abramo, sendo a categoria Literatura em formato Livro, a categoria Música em CD e a categoria Audiovisual em DVD.
9.2 Aos autores selecionados caberá a cota da publicação correspondente a:
- 15 Unidades ao 1º Colocado;
- 10 unidades ao 2º Colocado;
- 5 unidades ao 3º Colocado.
9.2.1 Os demais autores selecionados receberão 1 (uma) unidade do material correspondente.
9.3 Cabe à Comissão Julgadora decidir sobre Menções Honrosas.
9.4 Sob a decisão da Comissão Julgadora não caberá recurso.
9.5 A premiação será entregue durante a festa dos 30 anos do PT, tendo assegurado pelo menos 1 representante por a obra até o 3º colocado por categoria.
Da Cessão dos Direitos
10.1 Os escolhidos dentre os inscritos que vierem a participar do concurso, nos termos do presente edital, estarão em decorrência e automaticamente cedendo os direitos autorais materiais decorrentes da obra classificada, que assim poderá ser impressa e ou divulgada por todos os meios de comunicação existentes (rádio, televisão, internet etc.), no prazo de vigência ora fixado em 20 (vinte) anos contados da data de publicação do resultado.
10.2 A presente cessão somente poderá ser transferida ou cedida à Fundação Perseu Abramo, entidade instituída nos termos da Lei 9.096 -de 19 de Setembro de 1995
, Art. 44, que expressamente poderá se valer de sua editora (Editora da Fundação Perseu Abramo), para comercialização, publicação, edição e tudo o mais que se fizer necessário à divulgação da obra.
10.3 A presente cessão é condição intrínseca de participação, sendo que a discordância quanto à cessão prevista na cláusula 10.1 supra, implicará em sua imediata desclassificação e não gerando qualquer tipo de direito oponível ao Partido dos Trabalhadores, sua Fundação e institutos, em especial à Editora da Fundação Perseu Abramo.
Das Disposições Finais
11.1 Inscrições fora das normas serão desconsideradas.
11.2 Os autores da obra declaram estar cientes e de acordo com este regulamento.
11.4 As obras inscritas não serão devolvidas, estando à disposição até 120 dias após a divulgação dos resultados.
11.5 A confirmação das inscrições estará disponível para consulta no portal do PT, em www.pt.org.br.
11.6 Dúvidas poderão ser tiradas pelo e-mail: concurso@pt.org.br
11.7 Casos omissos serão resolvidos pela coordenação do projeto.


Para participar do Concurso Outras Memórias, você deve preencher a ficha de inscrição e remetê-la pelos Correios para a sede nacional do PT em São Paulo – rua Silveira Martins, 132, São Paulo, SP, CEP 01019-000.
Na frente do envelope, escreva Edital Outras Memórias, especificando a categoria em que você está concorrendo (Literatura, Música ou Audivisual).
No verso, coloque endereço completo e, no lugar do nome do remetente, escreva apenas o pseudônimo.
Entre as informações que devem constar na ficha de inscrição está o CNF, que é o número de filiação partidária do concorrente. Se você não é filiado, preencha este campo com o CNF do petista que o indicou. Para esclarecimento de dúvidas quanto ao CNF, entre em contato com a Secretaria Nacional de Organização do PT pelo e-mail
sorg@pt.org.br.
De acordo com as regras do edital do Concurso, a ficha de inscrição deve ser enviada em envelope exclusivo – ou seja, separado daquele que conterá a obra propriamente dita.
IMPORTANTE: Se você inscrever mais de uma obra, deverá enviar uma ficha para cada uma delas.
Para imprimir e preencher a ficha de inscrição, em formato PDF,
clique aqui.
Se você não possui o programa Acrobat Reader, que lê formados PDF,
clique aqui para baixar gratuitamente da internet.
Dúvidas devem ser esclarecidas pelo e-mail
cultura@pt.org.br

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Programa do PT na TV e Rádio hoje dia 28/5/2009


Hoje a noite (quinta, dia 28 de Maio de 2009) tem programa do Partido dos Trabalhadores na TV e no Rádio. Dentre os participantes, estará o Senador, Líder do PT no Senado Fedral Aloizio Mercandante do PT de São Paulo.

II ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES NEGROS E COTISTAS DA UNE

Programação

II ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES NEGROS E COTISTAS DA UNE
Políticas Afirmativas para um novo Brasil!


05, 06 e 07 de Junho
Faculdade de Arquitetura UFBA
Salvador – BA


Um espaço privilegiado de debate e convergência sobre os impactos da adoção de Políticas de Ações Afirmativas para a população afrodescendente no ensino superior brasileiro. Assim pode ser definido o Encontro Nacional de Estudantes Negros, Negras e Cotistas da UNE, que reunirá jovens de diversas regiões do país durante os dias 05, 06 e 07 de junho na Faculdade de Arquitetura da UFBA em Salvador.

Programação:
5 de junho
18hPainel 1 – Abertura do Encontro:
Mesa com lideranças negras - Afirmação do povo negro
Edson França (Unegro), Bira Corôa (Presidente da CEPI – Alba), Babalorixá PC (terreiro Oxumaré), Jeférson Conceição (Presidente da UEB), Lúcia Stumpf (Presidente da UNE), Luiza Bairros (SEPROMI), Valmir Assunção (SEDES), Luiz Alberto (Deputado Federal), Mãe Estela, Makota Valdina, SEMUR, Gilmar Santiago (Vereador), Marta Rodrigues (Vereadora), Secretaria Nacional de Juventude, Coletivo de Entidades Negras, MNU


19h
Palestra Magna com:

os Professores Hélio Santos e Elias Sampaio sobre o tema do Encontro: Políticas Afirmativas para um novo Brasil

22h
Festa Resistência e Luta!

Bandas de Kuduro, Samba de Roda, Hip Hop e DJ

06 de Junho

9hPainel 1 – Educação Brasileira – Política de Cotas, Ações Afirmativas e Assistência Estudantil – Descolonização do Conhecimento
Facilitadores: Valter Altino (Atitude Quilombola), Frei Davi (Rede EDUCAFRO), Vereadora Olívia Santana

14hPainel 2 - Quebrando os paradigmas da Opressão Racista– Comunicação, Cultura e Religiosidade Negra
Professor Hélio Santos, Makota Valdina, Professor Bira Castro, Bárbara Souza, Conjuve, Fórum Nacional de Juventude Negra

16h Grupos de Discussão Construindo PPJ para Juventude NegraReforma Universitária e Ações Afirmativas Expressões Juvenis:
Hip Hop, GrafiteMulheres Negras Participação política da Juventude Negra

18hOficinas
Sonoridade com instrumentos alternativos e hibridismos
Cinema e vídeo – Negros e Negras da Mídia
Tranças e Penteados AfroRitmos e PercussãoExpressão através da Capoeira

20hJantar
22hFesta com DJ (ritmos africanos e brasileiros)

07 de Junho
9hPainel 3 – Movimento estudantil e a questão racial - Mesa com todos os Ex-Diretores de Combate ao Racismo da UNE
Ex-Diretores da UNE, UEB, DCE UFBA, Organizadores do CENUMBA, IIª CONAPIR

12h Almoço

14h Rota turística em Salvador

DEPUTADO FEDERAL LUIZ ALBERTO saúda os/as congressistas da II Conferência de Promoção da Igualdade Racial



Salvador, 18 de maio de 2009

Aos participantes da II Conferencia Estadual
de Políticas de Promoção da Igualdade Racial

Com este texto, quero saudar os delegados e delegadas da II Conferência Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e desejar a todos um ótimo trabalho, com resultados concretos e positivos. Nas últimas décadas, a atuação do Movimento Negro tornou possível a identificação da idéia de democracia racial como estratégia de dominação e perpetuação das assimetrias raciais no Brasil. Esta luta deu origem a momentos como a II Conferência de Promoção da Igualdade Racial, onde devemos colocar para o poder público a necessidade de combater o racismo, sobretudo dentro de suas estruturas, e promover a igualdade racial em nossa sociedade.

A nossa luta também têm fomentado iniciativas de governos federais, estaduais e municipais na promoção de políticas de promoção da igualdade racial. Na Bahia, destaco a criação da Secretaria de Promoção da Igualdade (SEPROMI), uma importante ação, concreta, para que a justiça social e racial seja realizada.

O Brasil foi palco do mais longo e cruel processo de escravidão da história da humanidade e a “extinção” deste processo não foi seguida por uma política de inclusão social dos africanos e de seus descendentes. Assim, o racismo ainda encontra-se presente em nossa sociedade, determinando a desigualdade social, limitando expectativas e potencialidades a partir da definição dos espaços a serem ocupados pela população negra.


A vida e a liberdade da população negra encontram-se comprometidas, pois, é nos territórios de maioria negra que se desenvolve um conjunto de operações militares letais com apoio da grande mídia, sob a justificativa de combate ao crime organizado e ao narcotráfico produzindo um número cada vez mais elevado de mortes e prisões, tendo jovens negros como vítimas preferenciais desta triste realidade.

Apesar dos avanços propiciados por um governo democrático e popular, que ajudamos a construir, a realidade da população negra, em especial das mulheres negras, da população quilombola e da juventude negra, torna evidente que o nosso país é profundamente marcado pelas conseqüências da escravidão e da exclusão sócio-racial que a sucedeu.

Temos que manter e alimentar o orgulho em fazer parte da trajetória de luta do povo negro contra o racismo e superação das desigualdades raciais. É preciso reafirmar que a transição para uma sociedade justa e igualitária somente será possível com a garantia dos direitos dos homens e mulheres negros (as) que construíram e constroem este país.

É com esse espírito combativo, portanto, que registro a passagem do dia 25 de maio, Dia da África, data instituída pela ONU para celebrar a criação da OUA – Organização de Unidade Africana, hoje, União Africana, numa reunião em Addis Abeba, capital da Etiópia, em 1963. A luta dos africanos e africanas também é a nossa luta para desfazer a herança maldita de séculos de colonização. O Brasil deve à África, e nós, descendentes de africanos somos a prova material de uma dívida até agora não quitada nem pelo nosso país, nem pelos colonizadores. Nossa luta brasileira guarda relações estreitas com as lutas africanas, especialmente em relação à responsabilidade dos Estados.

Assim, ao tratarmos de reparação, em dívidas a serem quitadas, logo emerge o longo processo para aprovação do Estatuto da Igualdade Racial. Uma tortuosa corrida de obstáculos legislativos, políticos, burocráticos e administrativos. Aqueles que se beneficiam com o atual modelo de sociedade racialmente desigual dizem não – de forma veemente – à transversalização das políticas de ações afirmativas e ao combate ao racismo institucional. Grupos poderosos e articulados, como a bancada ruralista e alguns dirigentes universitários, dizem não à políticas de ações afirmativas reparadoras que promovam à população o acesso aos bens e serviços públicos.

Temos enfrentado um grande desafio na Câmara dos Deputados, temos trabalhado pelo fortalecimento da organização do povo negro e para transformar em política de Estado as políticas de públicas de ações afirmativas, demandas da população negra. Estes desafios, obstáculos e adversidades certamente serão vencidos com o apoio de nossas organizações, com mobilização, com pressão. Esta II Conferência Estadual pode ser um passo para nossa vitória. Vamos trabalhar! Boa Conferência!

Deputado Federal Luiz Alberto (PT/BA), Ex-Secretário da SEPROMI - Secretaria de Promoção da Igualdade do Estado da Bahia.

Mais informações:
Assessoria - Deputado Federal Luiz Alberto (PT/BA)
Daniela Luciana (DRT/BA 1998)61 3215-3954 / 8179-9316

VEREADOR MOISÉS ROCHA em ação


Vereador Moisés Rocha encaminha indicação de Isenção do IPTU e da TRSD para idosos.

O Vereador Moisés Rocha encaminhou este mês de maio, indicação ao executivo municipal para elaboração de Projeto Lei no sentido de determinar a Isenção do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) e da TRSD (Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos e Domiciliares) à População acima de 65 anos com declaração de pobreza reconhecida e portador de moléstia grave.
Moisés Rocha, preocupado com o aspecto social, financeiro e de saúde da população idosa, trás no bojo da sua indicação fundamentação teórica e jurídica que presta esclarecimentos e clareza na necessidade da criação de Projeto de Lei, pelo Executivo, para isenção destes impostos.
A indicação chama atenção para o Código Tributário do Município, onde existe a previsão legal que favorece a criação de lei especial que regule sobre a matéria, com fundamentação no seu artigo primeiro.

Ações do Vereador MOISÉS ROCHA


Comunidade Islâmica Recebe Moisés Rocha em sua sede em Nazaré

Em visita a sede do Centro Islâmico da Bahia, Moisés ouviu o Sheik Ahmed e várias pessoas da comunidade mulçumana na Bahia. Após uma longa conversa a comunidade entregou um pedido e apoio para a construção de um cemitério islâmico na cidade de Salvador.
Moisés Rocha apoiou a iniciativa e declarou-se solidário ao pleito da comunidade. “Essa é uma cidade plural e cabe a fé de todos e todas baseado no respeito e no dialogo entre todas e todos”, declarou Moisés Rocha.
Com milhares de adeptos, o Islã chegou ao Brasil através de africanos e africanas que não se submeteram à lógica da escravidão e em 1835, a partir de um amplo diálogo inter-religioso escreveram uma linda página de resistência na história do Brasil - A revolta dos Malês.

Moisés visita Federação de Boxe da Bahia

Moisés Rocha visitou a Federação de Boxe da Bahia nesse dia 18.
A nova Federação surgiu com interesse de construir alternativas sociais nas comunidades pobres de Salvador e de todo Estado.
Fortalecer o Atleta Profissional, apoiar as iniciativas das academias e elevar a Bahia ao seu merecido Ranking de Estado fomentador do boxe.
“Parabenizo a Nova Federação de Boxe da Bahia e deixo as portas do Mandato Democrático e Popular escancaradas”, falou Moisés Rocha para vários atletas e treinadores antigos como Egberto Bel da Bota Fogo, Gilvan da Novo Astral, Tinho da Galícia, O Sexagenário Algêncio com mais de 40 anos a serviço do Boxe.
Joilson Santana, Presidente da Federação de Boxe da Bahia agradeceu a presença do Vereador Moisés Rocha e o convidou para o Iº Campeonato que ocorrerá nesse 23 maio, no Instituto Arcelino de Freitas, no Arraiá do retiro, às 13 horas.

INFORME MANDATO NEGRO LUIZ ALBERTO: Debatedores pedem o fim da desigualdade racial em bancos



Brasília, 27 de maio de 2009

Debatedores pedem o fim da desigualdade racial em bancos

Parlamentares e integrantes de organizações não governamentais cobraram nesta quarta-feira, em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, providências contra a desigualdade racial no mercado de trabalho dos bancos. Os debatedores acusaram as instituições financeiras do Brasil de resistirem a empregar negros.

Convidada a apresentar uma pesquisa sobre a contratação de negros no setor, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) não enviou nenhum representante à audiência. O estudo foi encomendado à Febraban, em 2007, por iniciativa do Grupo de Trabalho pela Diversidade no Mercado de Trabalho Bancário.

De acordo com o autor do requerimento para realização da audiência, deputado Luiz Alberto (PT-BA), na época a Febraban demonstrou interesse em debater o assunto e realizou uma série de reuniões com o grupo. Ele lamentou que, quase dois anos depois, a instituição não tenha respondido às indagações feitas.

Resistência à inclusão

Luiz Alberto lembrou que o Banco do Brasil tem 200 anos e nasceu, portanto, antes da abolição da escravatura. "O banco deve ter financiado a compra de escravos. E a Caixa Econômica Federal, que tinha outro nome, foi beneficiada pela poupança de pessoas que queriam comprar a liberdade. Como eles podem agora resistir a implantar políticas de inclusão de negros?" questionou.

O presidente do Instituto de Advocacia Racial e Ambiental (Iara), Humberto Adami Junior, disse que o Banco do Brasil não só financiou a compra de escravos, mas chegou a ficar ameaçado de falência por causa da abolição, porque os negros eram as garantias dos empréstimos. E, como os documentos relativos à escravidão foram queimados, o banco não teve como cobrar as dívidas.

Denúncia

Adami informou que, em novembro de 2003, o instituto apresentou denúncia sobre a desigualdade racial às 28 representações do Ministério Público do Trabalho, mas apenas o MP de Brasília se interessou em processar os bancos. De acordo com o advogado, nos bancos com mais de 70 mil funcionários apenas 2% dos contratados eram afrodescendentes.

As instituições financeiras alegaram, segundo ele, que o problema seria a "falta de capacitação" da população negra. "O IBGE, no entanto, constatou que em Brasília metade dos negros têm ensino médio, e o nível de acesso exigido nos bancos era o fundamental. O nome disso é racismo", sustentou.

A Justiça do Distrito Federal, entretanto, não aceitou a ação proposta pelo Ministério Público contra os bancos. De acordo com Adami, os juízes alegaram que as estatísticas não são provas suficientes de discriminação: "Fica a pergunta, o que seria necessário então? Talvez uma placa na porta das agências dizendo que negro não entra", ironizou.

Desigualdade

O diretor-executivo da rede de cursos Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro), Frei David, disse que o movimento pela contratação de negros pelos bancos começou em 2003, com uma invasão a uma agência do Itaú em São Paulo, promovida pela Educafro.

Ele argumentou que faltam políticas institucionais para combater o racismo — presente, na sua avaliação, não só na Febraban, mas também em instituições como as Forças Armadas e a Igreja Católica. "Deveríamos ter hoje 45% de padres negros, mas não alcançamos 5%", afirmou.

De acordo com Frei David, estudos mostram que, de 1991 a 2001, as políticas de inclusão não reduziram o fosso entre brancos e negros: na faixa de renda acima de 15 salários mínimos, em 1991, os negros ganhavam apenas 74% da remuneração dos brancos; em 2001, essa proporção havia caído só para 73%. "Se o IDH brasileiro fosse calculado apenas com base nos brancos, o Brasil estaria na 43ª posição, junto com países desenvolvidos. Se fosse só de negros, ficaria na 180ª, com as regiões mais pobres do planeta", destacou.

Fonte: Agência Câmara

Mais informações:
Assessoria - Deputado Federal Luiz Alberto (PT/BA)
Daniela Luciana (DRT/BA 1998)61 3215-3954 / 61 8179-9316

SEPROMI INFORMA: Conferência de Igualdade



Sepromi : Bahia consolida propostas para Conferência nacional de Promoção da Igualdade Racial

A implementação efetiva da Lei 10.639/03, que dispõe sobre o ensino da história e da cultura afro-brasileira é, atualmente, uma das principais reivindicações do movimento negro em todo o país. Não foi diferente na II Conferência Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (II Conepir), encerrada hoje (26), em Salvador, com a consolidação desta e de todas as propostas que serão defendidas pela delegação baiana na versão nacional do debate entre 25 e 28 de junho, em Brasília.Outras sugestões saídas da Conepir sugerem a reformulação do Programa Universidade para Todos e a implantação do Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI) no âmbito do Governo da Bahia, cuja população é constituída em mais de 70% por afro-descendentes. À tarde, a plenária aprovou moção de repúdio a Colônia Penal de Simões Filho, sob a alegação de que o equipamento representa perigo de vida para milhares de pessoas por estar localizado em área de quilombola e de Proteção Ambiental (APA).Outras moções aprovadas sugerem rejeição às Propostas de Emenda Constitucional (PEC’s) que propõem a redução da idade penal para 16 anos, e pela regulamentação da Comissão Especial de Promoção da Igualdade Racial, da Assembléia Legislativa da Bahia, de provisória para permanente. Também foi aprovada moção que inclui rejeição à implantação de um pólo naval na Bacia do Iguape, área considerada com vocação para outras atividades produtivas como a pesca, agricultura e o artesanato.
Constituída por mais de 400 delegados de 133 municípios, a plenária aprovou ainda moção de repúdio aos delegados de polícia que permitem a filmagem e a exibição de presos em programas de televisão, antes mesmo de serem julgados e condenados. Na seqüência, serão eleitos os 64 delegados que participarão da II Conferência Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, sendo 46 representantes da sociedade civil, 11 de governos municipais, 04 do governo estadual e 03 do parlamento.A delegação da Bahia será eleita de acordo com o regimento interno da II Conepir, que determina o respeito a diversidade na participação democrática dos diversos segmentos e territórios ou regiões. Também será considerada a necessidade de contemplar representações de comunidades quilombolas urbanas e rurais, do povo de terreiro, do movimento negro, de organizações da sociedade civil e de órgãos governamentais voltados para a promoção da igualdade racial.Na Bahia, a Conepir é coordenada pela Secretaria de Promoção da Igualdade em parceria com o Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra - CDCN.............................................................

26/05/09Assessoria de Comunicação
Secretaria de Promoção da Igualdade
ascom@sepromi.ba.gov.br
(71) 3115-5142 / 5132 / 9983-9721


Sepromi : Educação, segurança e juventude animam debate na II Conepir

Educação, segurança pública e juventude foram as temáticas que atiçaram os debates ontem (25), segundo dia da II Conferência Estadual de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (II Conepir). Destaque para a implementação da Lei 10.639/03, que implica no ensino da cultura e da história afro-brasileira, para os conflitos pela regularização fundiária das comunidades quilombolas e pela tranversalização das ações governamentais no tocante ao segmento juventude. Iniciado domingo, com o credenciamento de mais de 400 delegados, o debate será concluído hoje, com a eleição dos representantes e das propostas para a versão nacional da atividade, que acontece entre 25 e 28 de junho, em Brasília.Delegados dos 133 municípios participantes da Conferência se agruparam por afinidade temática e compartilharam experiências locais, explicitando as diversidades regionais, sociais e culturais do Estado. “Elaborar um plano estadual requer muito cuidado e atenção, pois precisa contemplar todo o Estado, que é carente de políticas de promoção da igualdade racial”, afirma Maria dos Anjos, representante de Valença no grupo que discutiu as religiões de matriz africana. Entre as propostas aprovadas no grupo, ela destacou a criação de um espaço cultural para mulheres ligadas a religiões de matriz africana e a proibição do uso e veiculação de suas imagens, indumentárias e vestimentas.A implementação da Lei 10.639/03 foi a bola da vez no grupo Educação. As contestações são que o proposto na Lei não foi efetivado. Representante da Secretaria estadual de Educação, Nádia Cardoso falou sobre o empenho do Estado para implementar a lei nas escolas públicas baianas, argumentação que acirrou mais ainda o debate. “O que não pode acontecer é quem está no governo ficar dando lição à sociedade civil, nem o movimento ficar vendo o governo como inimigo”, afirma Maria Nazaré, do Centro de Estudos Afro-orientais (Ceafro), afirmado que as duas instâncias devem, cada uma, exercer o seu papel para que as parcerias sejam produtivas para a sociedade.
Situação parecida aconteceu no grupo Saúde, quando os delegados questionaram o governo sobre ações que efetivassem a implementação do Comitê Especializado na Saúde da População Negra. Já no grupo de Quilombos, a cobrança era direcionada para o Governo Federal, em função do processo de regularização fundiária ser atribuição de órgãos daquela esfera governamental. “Os quilombolas precisam se movimentar para impulsionar as articulações junto as três esferas de poder”, afirmou o chefe de Divisão de Ordenamento Fundiário do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra/Ba), Luís Eduardo Barreto. Outra abordagem foi a elaboração do Plano Estadual de Políticas para as Comunidades Quilombolas, iniciativa da Sepromi em parceria com o Conselho Nacional das Comunidades Quilombolas (Conaq).O Grupo Trabalho Juventude debateu as necessidades do segmento de forma transversalizada com as áreas de atuação do governo: segurança, cultura, educação, religião e quilombos. Dentre estas, foram encaminhadas para a plenária final, que acontece amanhã, sugestões como a implantação de mais políticas de financiamentos para organizações que contemplem a juventude.

Lula sanciona lei para implantar creches no sistema prisional

No dia nacional de redução à mortalidade materna, 28 de maio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou lei, originária do projeto de lei (PL 335-E/1995), de autoria da deputada Fátima Pelaes (PMDB), que assegura a instalação de creches nas penitenciárias femininas.*Lula sanciona lei que obriga divulgação de gastos públicos na internet A ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, e o ministro José Múcio, das Relações Institucionais também participaram do ato.Segundo a deputada Fátima Bezerra (PT-RN), a lei garante às presidiárias grávidas e aos recém-nascidos o direito a acompanhamento médico no período pré-natal e no pós-parto, além de berçário e creche para os filhos de presidiárias de até 7 anos de idade. Para a deputada, a transformação do projeto em lei, é uma forma de garantir à população carcerária feminina brasileira seus direitos constitucionais.De acordo com o texto, as penitenciárias brasileiras terão que oferecer uma seção para as gestantes e um berçário onde as condenadas poderão cuidar de seus filhos, e inclusive amamentá-los, no mínimo até os 6 meses de idade. A creche abrigará crianças de 6 meses a 7 anos desamparadas e cujas mães ou responsáveis estejam presas. A lei determina também que os espaços reservados para as gestantes e a creche têm que cumprir alguns requisitos básicos como, pessoal qualificado para atender as prisioneiras, de acordo com as diretrizes adotadas pela legislação educacional e em unidades autônomas. O horário de funcionamento também tem de garantir a melhor assistência à criança e à sua responsável. Além da deputada Fátima, do Partido dos Trabalhadores estavam presentes as deputadas Janete Pietá (PT-SP) e Emília Fernandes (PT-RS). Outras deputadas que compõem a bancada feminina da Câmara dos Deputados também participaram.

Assessoria Parlamentar

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Parabéns aos/as que estiveram na SEMAL 2009

A Gestão UM NOVO TEMPO agradece enormente a todos/as que estiveram na SEMAL, ao apoio dos professores, da reitoria na pessoa de nosso Magnifico Reitor José Carlos Almeida e Silva, a Diretora do ILUCSal Professora Socorro Sousa e toda a Gestão do CAL (Law, Priscilla, Cynara, Luciana, Ed, Ricardo, Maurício, Camila, Daiane...) que colaboraram, se dedicaram e fizeram essa semana acontecer.
Agradecimentos especiais a:
Ivana Cerqueira, que indicou nomes;
Professora Nancy Rita que fez indicações e apoiou o título da semana;
Professora Celina Abbade;
Professor Ms. Gildeci que ministrou conferência de abertura;
Professor Nelson Souza que ministrou conferência de abertura;
Fundação Gregório de Mattos pela atenção e apoio;
Professor Nelson Maccá, pela aula-show que deu;
Aos/as funcionários da UCSal e ILUCSal;
Professora Lucinha e professora Norma Lúcia,
e todos os que estiveram e todas as que estiveram durantes os dias 13,14 e15 de Maio de 2009 na UCSAL.

Até a próxima Comunidade Letras UCSAL

e comunidades de Letras da UniJorge, UNOPAR, UFBa, FTC, Dom Pedro II dentre outras.

Gestão UM NOVO TEMPO

Centro Acadeêmico de Letras Professor Petrônio Oliveira





Interpetação, recital e conferências assim foi a SEMAL 2009

Maccá fazendo mil perfomances no recital sobre Limeira.
Law Araújo e Nelson Maccá.


prof.º Petrônio e toda a platéia assiste atentamente a Nelson Maccá.